Bancários comemoram seu dia com arrastão consciente

0

Para comemorar o dia do bancário o SEEB – sindicato da classe em Sergipe – realizou um arrastão na manhã de hoje, 28, enfatizando a campanha salarial nacional. Entre os pontos de reivindicação e protesto estão o combate ao assédio moral e às metas abusivas dentro dos bancos. O arrastão saiu às 9h do banco Bradesco da Praça Fausto Cardoso, e foi até a Caixa Econômica do calçadão da João Pessoa.

 

Hoje, nacionalmente, todos os sindicatos de bancários sairão às ruas para reforçar a luta pelos pontos da campanha salarial.

 

“O arrastão de hoje foi mais um passo para marcar a campanha salarial, e no sábado vamos passar todas as informações da campanha nacional e aprofundar o processo de mobilização”, comentou Marcelo Vieira, secretário de Imprensa e comunicação do sindicato.  

 

Os banqueiros entraram nas principais agências para distribuir seus panfletos informativos e chamar a atenção dos colegas para a causa, acompanhados por um grupo musical de metais e uma manifestação de reizado. “A gente sempre tem uma recepção muito boa, e os colegas sempre aderem nas horas necessárias”, declarou José Souza, secretário geral da Federação dos bancários da Bahia e de Sergipe.

 

Segundo José, a luta contra o Assédio Moral, principal ponto de enfoque de hoje, tem que ser consciente. “É um ‘acidente’ invisível no trabalho. As pessoas têm que entender o que é esse assédio, principalmente por que ele ejá está caracterizado como crime no código penal. Essa semana um bancário demitido do Unibanco vai entrar com um processo por essa causa”, falou.

 

O assédio moral para os bancários é caracterizador por sobrecarga do funcionário no trabalho, ameaçar de demissão, transferência ou rebaixamento, submissão à tarefas humilhantes frente aos demais colegas, entre outras ações.

 

Para Paulo Fontes, bancário, a manifestação teve o sentido de unir a classe. “Eu achei importante por que dá um apoio moral aos bancários no momento da crítica e no mês da campanha salarial”, falou.

 

A gerência do Banco Bradesco foi procurada, mas se recusou a falar, afirmando não poder receber a imprensa no momento.

 

Ações e Negociações

 

No dia 21, após a entrega das minutas de reivindicação, aconteceu a primeira rodada de negociações entre o Sindicato nacional e a Federação dos bancos (Fenaban). Todos os vinte pontos propostos pelo sindicato foram negados pela Federação. “Isso já era esperado e é normal no processo de negociação”, comentou José Souza. “A negativa deles representa o nível de dificuldade das negociações” falou Marcelo Vieira.

 

No sábado passado, 26, o sindicato esteve presente no evento promovido pelo Banco Banese para os seu funcionários. A intenção do evento era mostrar o balanço atualizado do banco. A presença do sindicato era “para tranquilizar os bancários, por que o sindicato está ativo”, ressaltou o secretário geral.

 

Durante toda a semana o SEEB promoverá atividades de conscientização e coesão da classe, que culminará numa confraternização no sábado, 2 de setembro, no Clube da Caixa.

 

Matérias relacionadas

Bancários realizam arrastão para marcar a data

Bancários concluem manifestações no DIA

Bancários lançam campanha de reivindicações com café da manhã


 

 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais