Bandidos destroem agência do BB com explosivos

0
Agência parcialmente destruída por explosivos (Foto: Cássia Santana/Portal Infonet)

Bandidos utilizaram grande quantidade de explosivos e destruíram parcialmente a agência do Banco do Brasil, instalada na parte baixa da cidade de São Cristovão. A polícia militar foi mobilizada às 22h19 deste domingo, 28, mas não há pistas dos criminosos nem do número de veículos utilizados para cometer o crime.

A região é basicamente comercial, mas moradores que residem nas adjacências chegaram a ouvir o barulho dos explosivos e acionaram a polícia por meio do Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp).

O sistema de segurança da agência bancária é feito de forma monitorada e não havia vigilantes no prédio no momento do crime. A equipe da empresa de vigilância que presta serviço à instituição financeira foi acionada logo após a explosão e o prédio passou a ser ocupado por vigilantes, que permanecem no local resguardando o cenário do crime.

Equipes da polícia federal e também da polícia civil já foram mobilizadas e desenvolverão as investigações conjuntamente, com acompanhamento também do Setor de Inteligência da Polícia Militar. De acordo com informações da PM5, o setor responsável pela comunicação social da Polícia Militar, apesar da grande quantidade de explosivos, os bandidos não conseguiram abrir os cofres instalados nos caixas eletrônicos.

Explosivos não abrem cofres dos caixas eletrônicos

Uma equipe da administração do BB em Sergipe está na agência, fazendo levantamento dos danos. Os primeiros levantamentos realizados pela polícia militar indicam que o dinheiro não foi roubado.

A comunidade reclama da falta de segurança no município. Na semana passada, bandidos usando uma carroça tentaram roubar o cofre da Loja do BaneseCard instalada em anexo ao prédio onde funciona a Câmara Municipal de Vereadores.

Na ótica dos moradores, a violência aumentou depois que o posto da PM foi desativado na cidade. A comunidade pleiteia o retorno daquela Companhia. Ao Portal Infonet, a assessoria de comunicação social da Polícia Militar informou que a Companhia não foi desativada, apenas mudou de local e está funcionando provisoriamente no PAC do Rosa Elze, naquele município.

A assessoria esclareceu que o prédio onde funcionava a Companhia foi interditado por decisão judicial devido à precariedade de suas instalações. Segundo a assessoria, o Comando da Polícia Militar já está viabilizando uma parceria com o Governo Municipal para definir um novo local para que a Companhia volte a se instalar na sede do município.

*A matéria foi alterada às 11h02 para inclusão de informações sobre o posicionamento da PM quanto à desativação da Companhia da PM na sede do município.

Por Cássia Santana

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais