Bares invadem calçadas do Centro de Aracaju

0

Neste caso o bar chega a invadir a rua
Em qualquer cidade de médio ou grande porte, o sistema de trânsito é complexo, mas pode ser resumido da seguinte maneira: as ruas e avenidas são dos veículos, enquanto as calçadas pertencem aos pedestres. Mas nas estreitas vias públicas do Centro de Aracaju, mesas e cadeiras de bares, restaurantes e trailers ocupam o espaço destinado a quem precisa andar a pé.

O desrespeito ao pedestre ocorre de forma natural e sob o olhar do poder público. Indagado se não ouve muitas reclamações de quem passa no local, o dono de uma lanchonete situada na rua Estância disse que vez ou outra escuta queixas, mas declara estar com a consciência limpa

Cena se repete no bairro Grageru
por colocar as mesas e cadeiras após as 17h (mesmo horário em que vários jovens são liberados das escolas da região).

Desafio pro pedestre

A maior parte das calçadas das ruas do centro possui uma largura inferior a dois metros. Num espaço tão estreito e ainda com estes obstáculos, andar a pé na região é um desafio enfrentado pelos pedestres. “É horrível. Acho que os donos desses lugares deveriam refletir e não tomar todo o calçamento porque é arriscado até acontecer um acidente”, opina a atendente Cristiane Silva.

O risco citado pela moça não é pura hipótese. No mês

Cristiane Silva critica quem faz isso
passado a estudante Marina Oliveira Dias, 21 anos, quase foi atropelada quando precisou desviar da animada turma acomodada em mesas postas na calçada pelo dono de um bar da rua Santa Luzia. “Eu precisei descer da calçada e então um ciclista precisou fazer o mesmo movimento, só que ele estava em minha frente. Quase fui atropelada”, relembra.

O problema é notório nas ruas do Centro devido às estreitas medidas do calçamento, mas a cena se repete em outros bairros de Aracaju, como nos bairros Grageru e Jardins, onde um bar famoso por servir espetinhos recebe clientes praticamente no meio de uma via que dá acesso a um shopping. Já na avenida Gonçalo Prado, bairro São José, um

Lanchonete montada em plena calçada no bairro São José
trailer junto a suas mesas e cadeiras dificulta a vida dos pedestres.

A explicação da EMSURB

A assessoria de imprensa da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (EMSURB) informou que os estabelecimentos que não respeitam seu limite espacial e abusam na distribuição de mesas e cadeiras pelas calçadas e vias públicas podem ser notificadas e posteriormente ter o material apreendido.

Ainda segundo a EMSURB, os donos de trailers podem comercializar seus produtos, mas não são autorizados a colocar mesas e cadeiras ao redor. Denúncias do tipo devem ser registradas através do canal de comunicação entre o órgão e a comunidade: o telefone 08002841300 ou o email emsurb@aracaju.se.gov.br.  

Por Glauco Vinícius 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais