Campanha nacional discute gagueira

0

Rafael diz que pais devem procurar ajuda de um especialista

Fonoaudiólogos de todo o Brasil estão reunidos em Aracaju desde o último dia 22, para discutir a gagueira. Realizada nacionalmente há três anos, a campanha 2007 tem como objetivo divulgar e orientar a população sobre a gagueira infantil.

 

O evento que segue até a próxima sexta-feira, dia 26, visa informar como os pais devem proceder caso tenham filhos com o distúrbio ou conheçam alguém que apresente essa dificuldade.

 

Em Aracaju foi montado um estande no Shopping Jardins para informar a adultos e crianças sobre esse distúrbio que é bastante comum nos primeiros anos de vida. “Dos 2 aos 6 anos, as crianças ainda estão na fase inicial de aprendizado da linguagem e não sabem direito formular frases longas. Isso gera uma certa insegurança e com a pressão dos pais para que os pequenos falem como os adultos é grande, só piora”, explica o fonoaudiólogo e coordenador regional do evento, Rafael Taveira.

 

O projeto visa incentivar as pessoas a dar mais importância a esse distúrbio que, quando diagnosticado cedo, pode ser corrigido totalmente. “Muitos pais acreditam que o filho nasce gago e, por isso, não tem correção. Já há métodos que tratam o problema rapidamente, caso a criança faça um trabalho bem acompanhado e a família se mostre determinada a acompanhar o tratamento”, diz Rafael.

 

O estande estará no Jardins até a noite de hoje, 25. No próximo sábado, 27, será realizado no Parque da Sementeira, onde pretende reunir muitos pais e crianças para debater o assunto.

Comentários