Caso Ana Paula: polícia trabalha com hipótese de feminicídio

0
A delegada geral katarina Feitoza concedeu uma coletiva para falar sobre o caso (Foto: Portal Infonet)

A Polícia Civil de Sergipe, junto ao Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoas (DHPP) descartou a possibilidade de latrocínio e trabalha com a hipótese de feminicídio, para o caso de Ana Paula Jesus dos Santos, morta a marretadas no último dia 11 em sua própria residência. A suspeita foi confirmada pelas provas do crime e a investigação corre em segredo de justiça.

Em uma coletiva de imprensa realizada na manhã desta quinta-feira, 23, a delegada geral Katarina Feitoza ressaltou que a prisão temporária de Vitor Aragão, marido de Ana Paula, foi decretada judicialmente e não em flagrante. “Nada está sendo escondido da defesa. O inquérito em linhas gerais está aberto, mas algumas peças estão sob sigilo e não podem ser divulgadas para facilitar a investigação e proteger as pessoas envolvidas”, afirma katarina Feitoza.

O caso está sendo investigado pela delegada Luciana Pereira e será detalhado publicamente após a conclusão da investigação.

Por Juliana Melo e Aisla Vasconcelos

Comentários