Caso Jonatha: MPE continua investigando sob sigilo

0
Jonathas Evangelista e a superintendente da Polícia Civil, Katarina Feitoza (Foto: Arquivo Portal Infonet)

O Ministério Público Estadual (MPE) continua investigando de forma sigilosa o assassinato do adolescente Jonatha Carvalho dos Anjos, 16, morto em circunstâncias ainda não esclarecidas, no entendimento do MPE. O órgão contesta o relatório do inquérito que indica que o rapaz não foi morto em confronto com a polícia. Jonatha teria sido morto num suposto confronto entre a Polícia Militar e cinco suspeitos, que culminou na morte de três pessoas.

De acordo com o promotor de justiça, Jarbas Adelino, o caso continua sendo investigado pelo Ministério Público, mas em segredo de justiça. “Essa investigação ainda corre sob sigilo, mas posso adiantar que está ainda sob investigação. Não concordamos com o pronunciamento final da polícia, contudo não estou dizendo que a polícia deixou de fazer isso ou aquilo, apenas não nos conformamos com o trabalho realizado pela polícia neste caso. Nós vamos ainda apurar com maior cuidado este caso”, disse o promotor.

Relembre

À época, o laudo do Instituto Médico Legal (IML) apontou que Jonatha foi morto com um tiro na testa e pancadas na cabeça. O corpo estava parcialmente carbonizado. O jovem teria sido assassinado em um suposto confronto entre a Polícia Militar e cinco suspeitos, quando três pessoas foram mortas. Os três mortos eram acusados de integrar uma quadrilha de assaltantes.

O adolescente Jonatha Carvalho teria saído de casa em companhia de um primo, para ir para a casa de parentes. O primo [ex-presidiário] estava entre os que morreram. A família procurou pelo jovem que estava no mesmo veículo que o primo quando desapareceu. O pai do rapaz, Rosinaldo Araújo, procurou a  imprensa em busca do filho e chegou a acusar a polícia pelo desaparecimento.

Por Eliene Andrade

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais