CB socorre mãe e duas filhas vítimas de afogamento

0

Praia cheia é sinal de alerta para banhistas (Fotos: Portal Infonet)

Na manhã deste sábado, 3, três pessoas que estavam na praia de Aruana, localizada na Rodovia José Sarney, zona de expansão da capital sergipana, foram salvas pelo Corpo de Bombeiros. A equipe do Portal Infonet esteve no local e de acordo com informações de populares que estavam na praia na hora do afogamento, as três vítimas da mesma família, foram retiradas do mar e os Bombeiros realizaram os procedimentos de socorro.

De acordo com o major Hector Silva Monteiro, mãe e filhas estavam em um ônibus de turismo da cidade de Riachão de Jacuípe, município baiano. “Elas atravessaram a enseada e caíram na parte funda, mas foram retiradas da água logo em seguida”, fala.

As vítimas foram identificadas como Mariana Conceição, de 39 anos e as filhas, Antônia Tamires Ferreira Carneiro, de 16 anos e Salomé Ferreira Carneiro, de 11 anos.

Após reanimar as três pessoas, o Serviço Móvel de Urgência e Emergência de Sergipe (Samu) chegou ao local e encaminhou as vítimas para uma unidade hospitalar. A informação é que estão conscientes e passam bem.

Tragédia

No último dia 1º quatro vítimas fatais [de uma única família], morreram afogadas no município de Gararu. As vítimas identificadas como Elissama Teles Santos, 20, estava tomando banho quando deu sinais de afogamento. O pai, Gilmar Pereira Santos, 46 entrou na água para tentar salvar a filha, mas também se afogou, a exemplo do que aconteceu com os irmãos da jovem, o Max John Teles Santos, 23 e o Isaac Teles Santos, 17.

Cuidados

Obedecer às placas de sinalização. Essa é a principal recomendação do Corpo de Bombeiros para evitar afogamentos nas praias e rios de Sergipe. Em entrevista recente ao Portal Infonet o capitão Eduardo Augusto Santos, subcomandante do Grupamento Marítimo (Gmar), explica que as placas de sinalização alertam para a presença de valões e correntezas, que podem puxar o banhista em direção ao oceano. Além disso, as pessoas devem evitar praticar natação depois de ingerir bebida alcoólica ou exagerar nas refeições. “Isso causa um refluxo e a pessoa pode não conseguir respirar ou vomitar. Mesmo sem sabendo nadar, elas pode se afogar”, explica.

Em caso de afogamentos, segundo o capitão Eduardo, a vítima deve pedir socorro sinalizando com as mãos para o alto e os guardas vida devem ser acionados.

Por Kátia Susanna

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais