CEF recorre

0

Já a Caixa Econômica Federal entende que a unificação das contas do FGTS significaria também a unificação de diferentes contratos de trabalho, o que seria contrário à Consolidação das Leis do Trabalho – CLT. A unificação, diz a Caixa Econômica, dificultaria o cálculo de multas no caso de demissão sem justa causa, pois os depósitos de contas originadas em vários empregos estariam em um único saldo. A CEF já deu entrada na Justiça Federal em Brasília contra a decisão do juiz em Sergipe. Unificação das contas do FGTS

Comentários