Defesa Civil interdita ponte e estradas no interior do Estado

0
Ponte é interditada em Estância (Fotos: ASN)

Numa noite movimentada, em razão das fortes chuvas, o Departamento Estadual de Proteção e Defesa Civil registrou ocorrências em diversos municípios do Estado nesta quarta-feira, 10, felizmente sem que tenha havido feridos. Em Estância, foi feita a interdição temporária da ponte próxima ao Complexo XPTO. De acordo com o diretor da Defesa Civil Estadual, coronel Alexandre José, a medida foi adotada de maneira preventiva. “Em 2009, a ponte ruiu em razão da alta vazão do rio Piauitinga. Foi reconstruída, mas como o nível do rio está alto e com grande vazão, achamos prudente interditar temporariamente. Os comerciantes locais foram notificados para que saiam do local até uma reavaliação”, explicou.

Equipe da Defesa Civil monitora áreas de risco

Em Nossa Senhora do Socorro, a Defesa Civil Municipal interditou uma estrada no Guajará e, no Beira Rio [Parque dos Faróis], as águas do Rio Poxim subiram a ponto de adentrar em mais de 20 residências, a aproximadamente 30 cm. Apesar da resistência, as famílias que estão deixando o local estão sendo alojadas temporariamente do Centro Social, lá mesmo, no Parque dos Faróis, onde estão sendo atendidas pela Defesa Civil e pela secretaria de Assistência Social do município.

Em Lagarto, uma casa desabou e, em outras duas, foi registrado desabamento parcial. Até o momento, uma família foi desalojada no município. Em Indiaroba, 10 famílias foram retiradas de casas [algumas de taipa] situadas em área com risco de desabamento, devido à proximidade de um barranco. Desabrigadas, elas receberão aluguel social da prefeitura, que está prestando assistência juntamente com a equipe da coordenadoria municipal. A Defesa Civil Estadual esteve no local na tarde desta quarta-feira, para realizar a avaliação de risco das moradias.

Comunidade teme alagamentos

Na capital, as equipes da Defesa Civil Estadual e Municipal se somaram e saíram em diligência até alguns bairros. Foram feitas avaliações de risco em três casas no Santos Dumont, com uma família desalojada; uma casa no Japãozinho e mais uma no Porto Dantas. A situação das barragens também está sendo acompanhada pela Defesa Civil Estadual, Deso e Cohidro. Até a conclusão desta matéria, a única barragem que não havia vertido era a do Poxim, cujos níveis subiram de 46% para 75% nos últimos dois dias.

As ocorrências citadas foram registradas até as 22h desta quarta-feira, 10. Na manhã desta quinta-feira, 11, as informações serão atualizadas. As equipes da Defesa Civil Estadual e as coordenadorias municipais seguem em alerta, acompanhando as ocorrências registradas. Emergências podem ser informadas pelo número 199 na capital e, no interior, também pelo 193.

Fonte: ASN

Comentários