Cinco pessoas são presas por tráfico em Dores

0

Foto: Alan de Carvalho (SSP)
A Polícia Civil e a Polícia Militar prenderam quatro homens e uma mulher acusados de tráfico de drogas e porte ilegal de armas de fogo em Nossa Senhora das Dores, distante 72 km de Aracaju. A operação conjunta ocorreu na manhã desta terça-feira, 29, e resultou na apreensão de duas pistolas, um revólver e uma escopeta, dois capuzes usados em assaltos, 27 munições de diversos calibres, dois papelotes e sementes de maconha e um papelote de cocaína, dinheiro e objetos, possivelmente roubados usados na troca por narcótivos.

Foram presos por tráfico o lavrador João Flávio Cardoso Menezes, 27 anos, e sua companheira, a cabelereira Gicélia Oliveira Moura, 37, por tráfico. Eles estavam com a maconha e a cocaína em casa. Os outros três acusados também foram detidos em suas residências, com as armas ilegais escondidas em móveis. O pedreiro Antônio Carlos de Jesus, 22, tinha um revólver calibre 38 e os dois capuzes, Arnaldo Cunha de Oliveira, 45, portava uma pistola calibre 765 e Rogério Oliveira Santana, 30, guardava no imóvel uma escopeta calibre 12 e uma pistola de ar comprimido.

Antes das abordagens, o Departamento de Narcóticos (Denarc) da Polícia Civil apurou denúncias que permitiram identificar suspeitos e, com a confirmação, foram pedidos à justiça os oito mandados de busca e apreensão. As investidas contaram com a Coordenadoria do Interior (Copci) e das delegacias de Maruim, Nossa Senhora da Dores e Itaporanga D´Ajuda, e do Centro de Operações Policiais Especiais (Cope). Por parte da Polícia Militar, deu prestou o Grupo Especial de Ações Táticas com Motocicletas (Getam).

Para o coordenador do Copci, delegado Fernando Melo, a ação foi muito produtiva porque os mandados de busca e apreensão por drogas e armas resultaram em flagrantes importantes. “Localizamos um material bélico que possivelmente era utilizado em assaltos, pois encontramos até mesmo capuzes que normalmente são usados por criminosos para esconder o rosto. Outro ponto positivo é que desarticulamos em mais um município do interior um ponto de tráfico de entorpecentes. Foi um ótimo trabalho de todas as equipes envolvidas e quem ganha é a população”, avaliou.

Fonte: SSP

Comentários