Ciosp: polícia prende três homens acusados do crime

0

O comerciante foi vítima de latrocínio Foto: Portal Infonet
Na tarde desta quinta-feira, 17, a Secretaria da Segurança Pública (SSP) confirmou a prisão de três pessoas supostamente envolvidas no crime contra o comerciante Eraldo de Jesus. O latrocínio teve grande repercussão nacional, já que o comerciante ligou para o Centro de Operações em Segurança Pública (Ciosp) horas antes de ser assassinado e não teve resposta por parte da polícia.

De acordo com o assessor da SSP, Lucas Rosário, os homens estão presos no Complexo de Operações Policiais Especiais (Cope), onde prestam depoimento. O assessor destacou que neste momento a polícia não está prestando detalhes a respeito da prisão e que a equipe está realizando diligências para tentar provar a participação dos acusados no crime. Lucas ressaltou que os homens negam a participação no latrocínio e que a autoria do trio será divulgada assim que todas as informações forem comprovadas.

“A polícia tem provas contundentes da participação dos três na morte de Eraldo, mas a orientação é que neste momento, até para não atrapalhar as investigações, as informações sejam apenas essas”, salientou o assessor.

A expectativa é que a SSP apresente todos os detalhes sobre o crime nesta sexta-feira, 18.

O crime

O comerciante Eraldo de Jesus Santos, de 42 anos, foi vítima de latrocínio no dia 25 de janeiro quando saía do seu estabelecimento, localizado no Centro da capital, e foi surpreendido por três homens em uma moto. Horas antes do crime o comerciante chegou a pedir ajuda policial através do 190, mas não teve seu pedido atendido.

O irmão da vítima disse que os homens pediram um refrigerante no depósito e ficaram esperando Eraldo sair. Quando estava atravessando a rua para levar uma quantia de cerca de R$ 80 mil reais para a sua casa, localizada em frente ao estabelecimento, os bandidos atiraram e Eraldo morreu na hora.

Por Kátia Susanna

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais