Clima de tensão nos presídios continua

0

Familiares que vão visitar os internos são orientados pelos agentes (Foto: Arquivo Infonet)

Nos presídios do Estado o clima de tensão continua. Neste domingo, 12, houve um pequeno tumulto na unidade de Nossa Senhora da Glória, mas o problema já foi contornado, de acordo com o presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários (Sindipen), Iran Alves. Desde quinta-feira, 9, a categoria está sob protesto, realizando a Operação Padrão, que resultou na interrupção da visita íntima, na entrega de alimentação complementar pelos familiares e prejudicou os serviços de escolta.

No sábado, 11, houve uma rebelião dos internos em duas alas do presídio de Areia Branca. No Complexo Penitenciário Manoel Carvalho Neto (Copencam), em São Cristóvão, as mulheres dos detentos também manifestaram a revolta por não poder visitar os companheiros.

Alves voltou a criticar o diretor do Departamento do Sistema Penitenciário (Desipe), Manoel Lúcio, porque ele garantiu que mesmo com o protesto dos servidores as visitas ocorreriam normalmente. “Estamos visitando todas as unidades, contornando os tumultos e explicando aos familiares a nossa manifestação. Infelizmente houve a declaração do diretor do Desipe, mas as pessoas com quem conversamos estão entendendo que, acima de qualquer coisa, nossa luta é pela melhoria do sistema prisional”, disse.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais