Colisão envolve três veículos em Aracaju

0
Veículos sobem na calçadas pós colisão (Fotos: Cássia Santana / Portal Infonet)

Uma colisão envolvendo três veículos parou o trânsito no cruzamento entre as ruas Cedro e Leonardo Leite, no bairro São José. Uma mulher, que estava apressada para bater o relógio de ponto, provocou o acidente ao invadir a preferencial, por onde passava o Voyage IAI 4891/SE, conduzido pelo professor Otalício Lima.

A condutora do Siena de placa HZB – 4511/SE, que transitava pela rua Cedro, conversou com o Portal Infonet, mas não quis se identificar. “Não quero ser famosa por este motivo”, brincou, apesar do nervosismo. Ela assume o erro. “Foi consequência da pressa para bater o ponto”, justifica.

Com o impacto desta colisão, o professor Otalício Lima perdeu o controle do veículo que conduzia (o Voyage) e acabou atingindo o Corola de placa IAK – 0029/SE, que estava estacionado na rua Leonardo Leite, na porta da Secretaria de Estado da Administração (Sead). Com o impacto, o Corola e o Voyage subiram no calçamento de um edifício, por onde costuma transitar pedestres e, por ser garagem, há movimento de entrada e saída de veículos. Mas, no momento deste acidente, não havia movimento no local específico.

Veículo que provocou a colisão: placa caiu

O proprietário do Corola, Antonio Ferreira de Melo, que chegou ao local às 6h55 e estacionou o veículo na frente do prédio da Sead, onde trabalha. Ele é acostumado a estacionar o veículo naquele local. “E nunca aconteceu nada”, disse, em tom de tristeza.

No momento do acidente houve grande concentração de pessoas que ouviram o barulho da colisão, uma multidão formada, em sua maioria, por funcionários da secretaria. “É um trecho perigoso e toda que vez acontece isso: bate também em carros que estão estacionados”, comenta o motorista José Carlos Santos, que também trabalha na Sead.

Ele dá sugestões para minimizar os riscos – abertura de faixa de sinalização no sentido da rua Leonardo Leite ou implantação de ondulações. “Não é quebramola, são ondulação que dá uma redução melhor na velocidade”, justifica.

Por Cássia Santana

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais