Com voo de repatriação a R$ 4,4 mil, sergipano segue retido no México

0
Estudante cobra repatriação do Governo Brasileiro (Foto: Recorte/Vídeo divulgado pelo estudante)

O desejo de repatriação para sua terra natal continua distante para o sergipano Bruno Lima. Ele e outros três sergipanos fazem parte do grupo de quase 200 brasileiros que estão no México buscando retornar ao Brasil. Nos últimos dias, eles foram informados que o governo mexicano conseguiu viabilizar um voo fretado para o Brasil, com partida no dia 6 de junho, mas cada passagem têm um custo de US$ 850, o equivalente a R$ 4,4 mil.

Para Bruno e outros brasileiros, pagar o valor está descartado. “Infelizmente muitos aqui estão sem trabalhar, sem as bolsas estudantis, sem qualquer renda, No meu caso, meus pais também estão sem trabalhar por causa da pandemia. Então eu já sei que não vou poder comprar”, explicou para nossa reportagem. Bruno informou que os outros três sergipanos vão adquirir as passagens assumindo as dívidas posteriormente. “A preocupação com a situação aqui tem levado as pessoas a assumir essas dívidas”, explica.

Segundo o sergipano, ao entrar em contato com o Consulado do Brasil, a resposta do órgão aponta para o voo em questão, articulado pelo governo mexicano. “O Itamaraty e o Consulado vem se esquivando das suas obrigações e se protegendo em cima de um voo exploratório desse. É bom esclarecer, esse não é um voo humanitário, muito menos articulado pelo governo brasileiro”, disse o sergipano.

Já são 15 dias tentando retornar ao Brasil e, segundo Bruno, muitos brasileiros que não têm condições de comprar as passagens desse voo, permanecerão no país latino em busca de uma solução.

Nossa reportagem encaminhou e-mail para o Itamaraty em busca de respostas, mas não obteve retorno até a publicação desta reportagem. Nossa equipe permanece à disposição por meio do telefone (079) 99642-9640 ou e-mail jornalismo@infonet.com.br.

Por Ícaro Novaes

Comentários