Começa o julgamento do acusado de matar manicure

0
Rapaz que levou um tiro e sobreviveu deu seu depoimento (Fotos: Portal Infonet)

Começou na manhã desta quarta-feira, 23, na 8ª Vara Criminal do Fórum Gumersindo Bessa, o julgamento de Wendel Batista Guimarães, 35 anos, acusado de assassinar a tiros a manicure Aline Patrícia dos Santos e atirar contra Danilo dos Santos Torres. O fato aconteceu no dia 27 de abril de 2013, no conjunto Jardim Esperança, bairro Inácio Barbosa, em Aracaju.

Durante o julgamento, serão ouvidas as testemunhas arroladas pelo Ministério Público Estadual (MPE), a vítima sobrevivente (que no caso é Danilo dos Santos), além das pessoas que testemunharam o crime e o réu. O julgamento está sendo presidido pela juíza Soraia Gonçalves. O réu Wendel Batista irá a júri popular e a previsão é de que o julgamento seja encerrado por volta das 18h.

Familiares e amigos de Aline também acompanharam o julgamento. Quase um ano após o crime, o sentimento ainda é de muita tristeza. “A sensação que tenho é de que minha filha fez uma viagem e a qualquer momento pode voltar. É tudo muito triste. Os filhos dela vivem comigo e o menino de 16 anos até hoje passa por crises. Acreditamos que a justiça será feita”, conta a mãe de Aline, Maria José dos Santos.

Mãe Aline, Maria José, conta que acredita na justiça

A tia de Aline, Maria de Fátima, conta que a família ainda sofre com o crime. “Faço tratamento psicológico e vivo tomando remédio controlado. A avó de Aline, que tem 101, foi uma das pessoas que mais sofreu, pois Aline era quem cuidava dela. Nosso apoio nessa hora é a própria família”, conta.

Relembre

Aline estava bebendo em um bar com amigos, quando teria dado um tapa nas nádegas do investigado, que não gostou e a ameaçou de morte. Logo depois, em outro bar, Aline foi surpreendida pelo acusado, que chegou em um fiat idea e realizou os disparos. Antes de matar Aline, Wendel ainda teria atirado no abdômen de Danilo dos Santos Torres, que também estava no bar.

Wendel foi preso no da 15 de maio, na Prainha do bairro Santa Maria. Com ele, os policiais encontraram uma arma de fogo, tipo revólver calibre 38, com cinco munições intactas. Ele responderá pelos crimes de homicídio, tentativa de homicídio e porte ilegal de arma de fogo.

Por Verlane Estácio

Comentários