Comoção marca velório de mulher atropelada

0

O velório ocorreu nesta quinta-feira, 17 (Foto: Portal Infonet)

O velório da diarista Janete Barreto, de 53 anos, nesta quinta-feira, 17, foi marcado por muita tristeza e emoção. Ela foi atropelada por um carro desgovernado no dia 22 de dezembro de 2013, quando estava sentada em um ponto de ônibus nas proximidades do Hospital Regional de Nossa Senhora do Socorro. O caso foi mostrado amplamente pelo Portal Infonet.

Ainda abalados, os familiares e amigos preferiram não conversar com a imprensa. Um dos filhos, Luiz Antônio, conta que o momento é de muita tristeza entre os parentes. “Estamos todos muito tristes. O maior desejo de minha mãe era sair daquele hospital e voltar para casa”, afirma.

Janete Barreto foi submetida a uma cirurgia de amputação da perna esquerda e no dia 3 janeiro, passou por um novo processo cirúrgico para retirada de tecidos necrosados no membro inferior direito. No dia 10 de março, ela teve a outra perna amputada e após complicações, faleceu nesta quarta-feira, 16.

A condutora do veículo, que estaria dirigindo sem habilitação está respondendo a processo, acusada de provocar lesões corporais. Com a morte, o advogado da família, Luan Maynard, irá pedir que o caso seja trata como homicídio.

Por Verlane Estácio

Comentários