Condutor que matou ciclista é indiciado por homicídio doloso

0
O condutor também foi indiciado por alteração ao local do crime (Foto: reprodução/redes sociais)

A Delegacia Especial de Delitos de Trânsito (DEDT) concluiu as investigações sobre o acidente de trânsito que vitimou André Rodrigues Espinola, no início da noite da segunda-feira, 20 de julho, próximo a região do banho doce, na avenida Inácio Barbosa, na Zona de Expansão. O condutor que provocou o acidente, Mário Chiacchiaretta Neto, foi preso no mesmo dia e será indiciado pela prática dos crimes de homicídio doloso contra o ciclista, bem como pela alteração de local de crime.

De acordo com a delegada Ana Carolina Machado, além da confirmação de embriaguez após a realização do bafômetro, durante as investigações foram reunidos diversos vídeos em que Mário Chiacchiaretta empreendia alta velocidade, inclusive simulando uma relação sexual em um deles. “Os vídeos foram encaminhados à justiça e comprovam a forma como ele conduzia seu veículo.”, afirma a delegada.

As informações sobre a conclusão do inquérito foram repassadas pela SSP virtualmente (Reprodução: Infonet)

Além homicídio doloso, quando há a intenção de matar, o indiciamento do condutor do EcoSport ocorreu também pela alteração do local de crime, considerando que com o condutor foram apreendidos a tampa do farol da bicicleta de André Espínola, vítima fatal do acidente, bem como seu capacete e tênis. Ainda no procedimento investigativo, foi incluído o crime de lesão corporal contra a passageira do veículo Duster e crime de dano contra o patrimônio público, em razão do dano ao poste de iluminação pública.

Para a delegada, o conjunto de fatores da direção do veículo automotor em estado de embriaguez, condução em velocidade incompatível com a via e com as condições climáticas, indiferença quanto ao estado de saúde das vítimas, alteração de local de crime, assim como tentativa de fuga foram suficientes para a conclusão do indiciamento. “Esse é mais um caso que reforça a imprudência e a irresponsabilidade que alguns motoristas têm na condução de veículo automotor”, ressalta.

por Juliana Melo
Com informações da SSP/SE

Comentários