Conselho Regional de Enfermagem está sob intervenção

0

Conselho está sob intervenção
O Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) determinou a intervenção no Conselho Regional de Enfermagem em Sergipe (Coren/SE). A decisão foi publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira, 7. A junta interventora deverá ficar no Coren/SE por 180 dias, período em que serão realizadas as eleições para a presidência do conselho.

 

A decisão do Cofen baseia-se em denúncia do Ministério Público Federal em Sergipe (MPF/SE), que apontou irregularidades como o desvio de finalidades, de verbas e a não prestação de contas. De acordo com o MPF/SE, dentre os documentos suspeitos está uma conta no Restaurante Cariri no valor de R$ 35 mil.

 

Desde 2005, o MPF/SE recebe denúncias contra a então presidente do Coren/SE, Hortência Linhares. Neste mesmo ano, o presidente do Cofen, Gilberto Linhares, marido de Hortência, foi preso pela Polícia Federal na Operação Predador, também acusado de irregularidades no comando da entidade.

 

A presidente do Coren/SE foi afastada, e em seu lugar assumiu Marli Francisca, mas, ainda segundo o Ministério Público, as denúncias continuaram. Um inquérito policial federal sobre o caso já está em andamento.

 

O assessor técnico da junta interventora, Neilson Freire, informou que o presidente do Cofen, Manoel Carlos da Silva, estará em Aracaju ainda nesta quinta, a partir das 14h. O objetivo da visita dele é se reunir com a junta interventora e dar algumas orientações.

 

Por Gabriela Amorim

Comentários