Construtora deverá adequar obra

0

Moradores reclamam da poeira ocasionada pela construção

O condomínio que está sendo erguido por uma construtora na avenida Álvaro Maciel, localizado no bairro Palestina e os problemas que estão sendo ocasionados pela obra foram temas da audiência realizada na manhã desta terça-feira, 25, no Ministério Público Estadual (MPE). Os moradores que residem nas redondezas reclamam da poeira da obra.

Para resolver essa questão os engenheiros da construtora entraram em acordo e reconheceram os problemas. Eles se comprometeram a continuar utilizando carros-pipa para molhar não só o terreno, mas também os caminhões que descarregam pedras e também ocasionam grande quantidade de poeira.

Para comprovar os vários incômodos que a construção está causando, os moradores apresentaram 

Promotor vai pedir apoio dos órgãos de fiscalização ambiental
fotografias das casas. Além da alegação da sujeira, existe a dos problemas de saúde causados por ela. Com relação aos problemas particulares, o promotor orientou que cada um deve, caso queira, procurar a justiça para requerer indenização.

Danos ambientais

O promotor Gilton Feitosa, responsável pela promotoria de justiça do meio ambiente, solicitou que a Administração Estadual do Meio Ambiente (Adema) faça a fiscalização periódica do canteiro de obras. Também foi determinado que a Empresa Municipal de Urbanização (Emurb) enquanto órgão responsável pelo licenciamento da obra, averigue a regularidade do canteiro.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais