Continua onda de assaltos na Zona de Expansão de Aracaju

0
Povoado São José (Fotos: Portal Infonet)

Comerciantes e moradores da zona de expansão de Aracaju continuam temerosos com o crescimento de assaltos na região. Nos bairros Robalo, Povoado São José e Mosqueiro, os crimes ocorrem a qualquer hora do dia. A comunidade pede a presença efetiva da Polícia Militar.

O representante da Frente Ampla em Defesa da Zona de Expansão, José Firmo, explica que a comunidade vive em pânico por conta dos assaltos. Comerciantes e pedestres são as maiores vítimas.

Segundo Firmo, a situação já é de conhecimento das autoridades, mas nada foi feito até o momento. A comunidade, no entanto, relata que a presença da polícia nos bairros é rara e não garante a segurança da população.

Vítima recente de um assalto em seu estabelecimento. O cabeleireiro João Batista relata que eram aproximadamente 15h, quando dois homens encapuzados e armados entraram em seu Salão de Beleza e anunciaram o assalto. A renda do dia, celulares e a moto de um dos seus clientes foram levados.

João Batista "A gente vive com medo"

Ainda com medo, Batista mantém o salão aberto. “Tenho que manter meu salão aberto porque não tem outro jeito. O assalto nos deixou amedrontados, mas não há nada que eu possa fazer. Infelizmente não temos polícia”, reclama. Segundo relatos dos moradores, o maior índice de assaltos na região é a motocicletas e motonetas. As ocorrências dessa modalidade de crimes cresceram nos últimos meses.

De acordo com o morador Rogério Silva, vários moradores tiveram suas motos tomadas por criminosos. “Eles assaltam na avenida mesmo. Tem morador aqui, que se quer pagou a primeira parcela da moto e já foi roubada. A situação aqui é crítica”, conta.

Já a moradora do Povoado São José, Vaneide Ribeiro, teve sua casa arrombada enquanto estava fora. Segundo ela, bandidos arrombaram a janela da casa. “Entraram na minha casa e levaram meu botijão de gás. A insegurança aqui só cresce”, reclama.

Medidas

Segundo José Firmo, houve um debate na última semana, com os órgãos de segurança de Aracaju. Entretanto, de acordo com Firmo, mesmo após expor os problemas, não houve melhorias.

Vaneide Ribeiro "Os assaltos acontecem a qualquer hora"

“A reunião não surtiu efeito. Foram dados vários encaminhamentos, mas os assaltos continuam. De fato, a situação está insustentável e causando esse tipo de pavor na população da região. Nós convidamos todos os seguimentos da segurança pública de Aracaju, que se comprometeram a nos apoiar. Ficou acordado que nós da comunidade produziremos um relatório com os principais pontos abordados pelos moradores”, diz.

A reportagem do Portal Infonet entrou em contato com o 1º Batalhão de Polícia Militar da Zona de Expansão, conforme orientação da assessoria de comunicação da PM, mas sem êxito. O Portal está à disposição através do jornalismo@infonet.com.br ou no telefone 2106-8000.

Por Eliene Andrade

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais