Cope investiga assassinato de comerciante

0

Assassinato poderia ter sido impedido Foto:Portal Infonet
O delegado do Complexo de Operações Policiais Especiais (Cope), Cristiano Barreto Guimarães, afirmou que pretende ouvir várias testemunhas no caso do assassinato do comerciante Eraldo de Jesus Santos, de 42 anos, morto com um tiro na última segunda-feira, 25, em frente ao seu estabelecimento comercial, localizado no Centro da capital.

“A investigação está apenas no início, ontem [26] foi o enterro da vítima e estamos respeitando os familiares. Mas ainda vamos ouvir muitas pessoas entre fornecedores, comerciantes do local e familiares”, explica o delegado.

Cristiano Barreto destacou que até o momento não foi possível fazer o retrato dos acusados. “Temos algumas características, mas esperamos que com o depoimento de testemunhas possamos fazer o retrato dos acusados”, disse.

SSP

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) admitiu que um erro que levou à morte do comerciante Eraldo de Jesus Santos. De acordo com a SSP, a atendente que recebeu a ligação do comerciante pedindo policiamento próximo ao seu estabelecimento, tomou a decisão por conta própria de não comunicar a ocorrência.

“A atendente teria que passar a ocorrência para o despachante que iria acionar o coordenador para enviar as equipes para o local, ela tomou a decisão por conta própria e não comunicou a ocorrência”, disse o assessor de comunicação da SSP, Lucas Rosário.

Por Kátia Susanna

Comentários