Corpo de Bombeiros registra 815 focos de incêndio em vegetações de SE

0
Incêndios às margens das rodovias tem sido comuns no verão por conta de materiais inflamáveis. (Foto: Portal Infonet)

O estado de Sergipe registrou 815 focos de incêndio em vegetações no ano de 2020. Os dados do Corpo de Bombeiros Militar de Sergipe (CBMSE) apontam que Aracaju teve 226 ocorrências durante o ano, seguida de Estância com 93, Nossa Senhora do Socorro com 92 e Itabaiana com 91.

De acordo com o capitão José Fábio, do Corpo de Bombeiros, diversos são os motivos para as queimadas nas vegetações. “Na grande maioria, as situações de incêndio se dão por ação humana, criminosa ou acidental. Mas a grande maioria é acidental. As pessoas vão fazer algumas queimadas e acabam perdendo o controle”, diz o bombeiro.

Com a chegada do verão, as temperaturas acabam influenciando no aumento de incêndios no estado. “Como estamos em um período de temperaturas elevadas, você tem uma situação propícia para grandes incêndios. As pessoas jogam bitucas de cigarros nas rodovias e garrafas, que com uma incidência de raio solar, pode dar início a um incêndio”, explica o capitão José Fábio. A orientação é não jogar bitucas de cigarro, garrafas de vidro ou qualquer outro tipo de material potencialmente inflamável nas margens das rodovias e vegetações.

“Existe lei para esse tipo de conduta de atividades lesivas ao meio ambiente, como causar poluição de qualquer natureza, que resulte em danos a saúde humana ou que provoque a mortandade de animais. A pena pode variar de um a quatro anos (de reclusão)”, completa o capitão.

O caso mais recente de queimadas em área de vegetação em Sergipe, ocorreu em Canindé do São Francisco, nesta semana. Em 2020, o município registrou três ocorrências desta natureza. Os incêndios nestas áreas podem ser denunciados ao Corpo de Bombeiros pelo número 193.

Por Milton Filho e Aisla Vasconcelos

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais