Corpo de vendedor de cigarros encontrado em decomposição

0
IML fez o resgate do corpo na manhã deste domingo, 27 (Fotos: Portal Infonet)

Foi encontrado na manhã deste domingo, 27, já em estado de putrefação no quintal da casa de nº 478 da rua Riachão, o corpo do vendedor de cigarros, Reinaldo Mendes Santos, 48. As primeiras informações são de que o autônomo foi vítima de morte natural, mas familiares da esposa, que também morreu semana passada, suspeitam de crime.

Reinaldo residia na casa 470, mas o corpo estava no quintal da casa 478, que está desocupada e com anúncio de Vende-se. Um vizinho sentiu o mau-cheiro e acionou a polícia que se deparou com o corpo já em estado de putrefação.

A vizinhança assustada prefere não ser identificada, mas acha a morte estranha.

“A esposa dele já foi casada com um funcionário do Detran, que andava atormentando a vida dela. E semana passada ela deixou a filha na escola e entregou lanche para um mês, depois sumiu e semana passada soubemos que ela estava internada. Em seguida veio a notícia de que morreu e hoje aparece o corpo de Reinaldo, um rapaz tranqüilo, trabalhador”, destaca uma vizinha que preferiu manter a identidade em sigilo.

Polícia foi acionada por vizinhos em virtude do mau-cheiro

No local, o irmão da esposa da vítima também achou a morte estranha.

“Essa casa era minha e eu troquei com minha irmã Maria Aparecida Santos, 54. Só que o ex-esposo dela, Edézio que trabalha no Detran e anda armado, vivia atormentando a família querendo a casa, que por sinal minha irmã passou para o meu nome. Ela ficou doente e estava internada no hospital São José. Morreu e o ex-marido a enterrou como indigente, sem avisar à gente. E ainda por cima, levou a menina que ela e Reinaldo tinham adotado. Agora, os policiais disseram que ele pode ter morrido de morte natural. Nunca vi se sentir mal e pular para o quintal de uma casa que não mora ninguém ao invés de sair pra rua e pedir socorro”, destaca João Batista Santos.

Ele está procurando a família de Reinaldo Mendes Santos para comunicar o fato. “Vou agora procurar a família, para que assim como fizeram com minha irmã, ele não seja enterrado como indigente. Soube que moram no bairro Santos Dumont. Quem souber o endereço, peço que avisem que o corpo já está no Instituto Médico Legal”, completa.

O Portal Infonet não conseguiu localizar o Sr. Edézio [acusado pelo cunhado da vítima], mas continua a disposição do mesmo para quaisquer esclarecimentos, seja pelo telefone 2106-8000 ou pelo e-mail jornalismo@infonet.com.br

Outros

João Batista na frente da casa em que a irmã morava com Reinaldo (de blocos)

O Instituto Médico Legal registrou também neste domingo, a morte de José Marcos Silva, 28, vítima de acidente de trânsito no município de Canhoba e foi acionado para buscar um corpo ainda sem identificação no Hospital de Simão Dias. A vítima teria morrido ao enfrentar a polícia.

Adenilton Barros de Melo Masculino 33, morreu vítima de arma de fogo no município de Porto da Folha. Ele foi alvejado na praça da feira e Moises Santana Santos Masculino 36, foi vítima de arma branca no bairro Jabotiana.

Por Aldaci de Souza

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais