Correios acusa sindicato de invasões

0

Sindicato permanece em estado de greve / Foto: Arquivo Infonet
A direção dos Correios decidiu esta semana reforçar a segurança das unidades para impedir a entrada de dirigentes sindicais. De acordo com a empresa, o sindicato estaria patrocinando invasões nas repartições. Diante de tal situação os Correios já entraram com representação no Ministério do Trabalho e vai pedir abertura de inquérito policial para apurar esses fatos.

“Precisamos garantir o direito de quem quer trabalhar e da sociedade de receber as correspondências que estão em atraso por conta da greve precipitada que promoveram”, afirmou o assessor de comunicação dos Correis José Ginaldo de Jesus, acrescentando que a medida foi tomada para “para evitar baderna”.

Já de acordo com o secretário de políticas e formação sindical do sindicato dos Correios, José Ailton, as visitas foram solicitadas através de ofício e estariam amparadas no acordo coletivo da categoria. “Apesar da greve ter terminado nós permanecemos em estado de greve. Esta não é uma situação de normalidade. Existe uma série de discussões que precisamos ter com os funcionários”, explica.

Ailton questiona ainda a quantidade de horas extras que os funcionários estão fazendo. Já o assessor de comunicação dos Correios explica que a empresa está se utilizando da lei para convocar os empregados a fazerem hora extra e segundo ele, “o sindicato está induzindo a não acatarem a convocação”.

Comentários