Covid-19: zona de expansão tem 21 lojas fechadas pela Defesa Civil

0
Almeida destaca que durante a vistoria é verificado se nesses locais também há disponibilização do álcool em gel ou se existe algum local para higienização das mãos com água e sabão (Foto: Ascom/Defesa Civil)

Em mais uma ação de fiscalização, desta vez nos bairros Santa Maria, 17 de Março e Aruana, ambos da zona de expansão da capital, a Defesa Civil de Aracaju interditou 21 estabelecimentos comerciais nesta quarta-feira, 13, por descumprimento aos decretos municipal e estadual que tratam sobre as medidas restritivas das atividades comerciais neste período de combate e controle ao novo coronavírus (Covid-19).

“O objetivo é coibir, ao máximo, aglomerações de pessoas, além de cobrar o uso da máscara, que é obrigatório, e o distanciamento social”, informa o Secretário Municipal da Defesa Social e da Cidadania, Luís Fernando Almeida. Ainda segundo ele, ao todo a Defesa Civil fiscalizou 81 estabelecimentos comerciais, onde houve 46 orientações sobre as medidas preventivas contra a doença, 21 interdições e mais 14 notificações.

Ainda segundo o secretário, é uma luta difícil, mas todos os esforços da Prefeitura de Aracaju são nesse sentido, visando a diminuição da propagação do vírus através de ações como essa de fiscalização (Foto: reprodução/Vídeo)

Almeida destaca que durante a vistoria é verificado se nesses locais também há disponibilização do álcool em gel ou se existe algum local para higienização das mãos com água e sabão. “Dessa forma pretendemos preparar cada vez mais a população para enfrentar o coronavírus”, informa o secretário.

Ainda segundo o secretário, é uma luta difícil, mas todos os esforços da Prefeitura de Aracaju são nesse sentido, visando a diminuição da propagação do vírus através de ações como essa de fiscalização. “A Secretaria da Defesa Social e da Cidadania (Semdec), está trabalhando com a Guarda Municipal de Aracaju (GMA), Procon Aracaju e Defesa Civil, sem poupar esforços, para que possamos alcançar o melhor índice possível de distanciamento e isolamento social. Contamos com população, que é fundamental nessa luta”, salienta Almeida.

por João Paulo Schneider 

Comentários