Cratera na BR-101 faz um ano e manifestantes fazem bolo

0
Bolo marca protesto na BR 101 (Fotos: Portal Infonet)

Um ano após a pista da BR 101, no Km 94, ter cedido, e provocado uma enorme cratera, o quadro de interdição permanece. A falta de obras no local e a morosidade em resolver a questão, levaram empresários do Fórum Empresarial de Sergipe e Sindicato dos Caminhoneiros do Estado de Sergipe a realizarem um ato em que criticaram a atuação do Departamento Nacional de Infraestrutura (DNIT) e do Governo Federal.  Com um toldo montado no meio da pista, os manifestantes levaram um bolo, cantaram parabéns como forma de protesto.

“Estamos cansados da mesma história de encaminhar ofícios para os órgãos e não obter nenhuma resposta favorável. Hoje estamos aqui para buscar de vez a solução para este problema que há um ano vem provocando transtornos para todos. Essa é uma obra emergência que já deveria ter sido feita. Estamos em um local muito mal sinalizado, o que causa um risco grande e nada é feito”, fala o representante do Fórum Empresarial, Alexandre Porto, que representa 33 sindicatos.

Ato público cobra a realização da obra

Caminhoneiros dizem que são prejudicados com a interdição da pista

O presidente do Sindicato dos Caminhoneiros de Sergipe, que representa uma categoria de 19 mil caminhoneiros em todo Estado, lembra que a interdição é um prejuízo para os profissionais. “Observamos que os caminhoneiros que passam por aqui diariamente são obrigados a reduzirem a velocidade, então um trajeto que estava previsto para uma hora, termina sendo muito mais longo. Isso é prejuízo para a categoria, além de ser um risco você trafegar em uma pista como essa”, aponta.

A equipe do Portal Infonet entrou em contato com a assessoria de comunicação do DNIT que ficou de encaminhar uma nota, mas até o fechamento da matéria, o documento não chegou a redação de jornalismo. O Portal permanece a disposição por meio do (079) 21068000, Whatsapp (079) 98015059 ou jornalismo@infonet.com.br.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais