Crea-SE e Iphan criam parceria para preservar o Patrimônio Histórico

0
Presidentes das duas entidades se reuniram na última terça-feira, 18. (Foto: Ascom/CREA-SE)

A escassez de engenheiros na área de restauração do patrimônio histórico é uma realidade em todo o Brasil e, em Sergipe não é diferente. De acordo com o Superintendente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Diego Amarante, os profissionais que hoje atuam no mercado sergipano são de outros Estados e muitos de países europeus.

Despertar o interesse dos acadêmicos dos cursos de Engenharia Civil para a área de restauração e capacitá-los para atuar foram alguns dos assuntos em pauta na visita institucional feita pelo Superintendente do Iphan ao presidente do Crea-SE, engenheiro civil, Jorge Roberto Silveira. O encontro ocorreu na manhã da última terça-feira, 18, na sede do Conselho.

Uma das propostas apresentadas é a criação de uma Oficina Escola de Restauro, em parceria com o Conselho. “A restauração do patrimônio histórico e cultural exige conhecimento de suas técnicas construtivas e um estudo aprofundado de soluções mais adequadas. A área de restauração necessita de engenharia especializada. Hoje temos um vasto mercado, mas não temos profissionais capacitados”, disse Diego.

O presidente do Crea-SE, Jorge Roberto Silveira destacou a importância da discussão no alinhamento de futuras parcerias e desenvolvimento de projetos. “O Conselho está à disposição para discutir e apresentar propostas práticas pelas áreas profissionais ligadas ao Sistema Confea/Crea, no âmbito da preservação do patrimônio histórico como forma de ampliar a rede de proteção e valorização dos nossos monumentos”, afirma Silveira.

Fonte: Ascom/CREA-SE

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais