Creci/ SE participa de evento nacional de fiscalização

0
Representantea de SE no de Encontro Nacional de Coordenadores de Fiscalização (foto: divulgação)

O combate ao exercício ilegal da profissão é uma das principais funções dos Conselhos Regionais de Corretores de Imóveis (Creci). É papel da entidade fiscalizar e coibir a ação dos chamados contraventores, que assumem o papel do profissional da corretagem de forma ilegal, tirando o espaço de quem realmente é qualificado para atuar no mercado imobiliário.

Para aprimorar ainda mais o trabalho das equipes de fiscalização, anualmente, durante a programação da Convenção Anual do Sistema Cofeci-Creci (Convensi) – este ano realizado em Fortaleza, no Ceará –, acontece o Encontro dos Coordenadores de Fiscalização, um momento para discutir as diretrizes usadas em cada regional, trocar experiência e assim aprimorar as atividades fiscalizatórias realizadas pelos Conselhos.

Sergipe foi representado no Encontro pelo Coordenador de Fiscalização, Stwart Augusto, o agente Gilliard Barros, o assessor jurídico do Creci-SE, Dr. Walber Muniz, e o superintendente da regional, Geraldo Maia. “Essa é uma grande oportunidade para que as estratégias adotadas em cada Estado sejam demonstradas e as equipes possam discutir o que está ou não tendo resultado, resultando no aprimoramento do trabalho realizado”, analisa Geraldo.

O coordenador Stwart Augusto lembra que Sergipe tem se destacado quando o assunto é a fiscalização da profissão. “Nosso Estado tem realizado ações preventivas que ajudam a coibir os contraventores. Um bom exemplo é a Lei Estadual que exige que o nome do corretor seja especificado na escritura do imóvel, assim como o número do Creci, garantindo que somente profissionais credenciados realizem a negociação”, lembra.

Ainda durante o Encontro, foi ressaltado pelo diretor Nacional de Fiscalização do sistema, o conselheiro federal Claudemir Neves, a formação do Grupo Especial de Apoio a Fiscalização (Geaf), que tem representantes de cada um dos regionais e realiza constantemente ações fiscais em regiões diferentes da sua de origem. “O objetivo é aproximar ideias e combater rigorosamente a contravenção em todo o País”, explica o diretor. Em Sergipe, o agente fiscal Gilliad Barros compõe atualmente o Grupo.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais