CUT promove ato pela Criação da Comissão da Verdade

0
Ato aconteceu no Calçadão da João Pessoa (Fotos: Portal Infonet)

Pela 5ª vez a Central Única dos Trabalhadores de Sergipe (CUT/SE) promove mais um Ato Público para cobrar do Governo de Sergipe, a criação da Comissão Estadual pelo Direito à Verdade e à Memória.

O ato acontece no Calçadão da João Pessoas, no Centro de Aracaju. A comissão da tem como objetivo investigar os crimes cometidos em Sergipe durante o período da Ditadura Civil-Militar do Brasil.

Na oportunidade o presidente da CUT, Rubens Marques, expôs que Sergipe é o único estado que não possui a Comissão da Verdade. Para ele os crimes cometidos durante a ditadura Militar, na chamada Operação Cajueiro. Ainda segundo Rubens é possível que sergipanos tenham sofrido repressões ou até mortos durante o período. Entretanto, para ele, se não houver a instalação da comissão não há como investigar os casos.

O presidente da CUT ressalta ainda, que esse é o 5º movimento organizado pela Central, na tentativa de conseguir do Governo a criação da Comissão Estadual da Verdade e Memória. “Fizemos vários atos. Um deles de repercussão nacional, quando trouxemos Cesar Brito a época presidente da OAB. Fizemos um segundo ato trazendo de Salvador Carlinhos Baringuela, filho de um militante guerrilheiro que foi assassinado na época da ditadura em São Paulo. Fizemos também algumas mesas de debates com a presença dos sergipanos que foram presos e torturados na operação cajueiros. Acho que muita gente sofreu repressão e foi morta nas cadeias de Aracaju, mas sem a comissão vai ser impossível chegarmos a um número exato. Sergipe é o único estado do país que ainda não possui a comissão da verdade. A gente precisa abrir os arquivos porque essa página deve ser virada”, pede.

Rubens Marques "se não houver a instalação da comissão não há como investigar os casos"

Entenda

A comissão tem como finalidade examinar e esclarecer as graves violações de direitos humanos, praticadas entre 1946 e 1988, a fim de efetivar o direito à memória e à verdade histórica. Os integrantes da Comissão terão acesso a todos os arquivos do poder público sobre o período e poderão convocar vítimas ou acusados de violações para depoimentos. A Comissão Nacional da Verdade foi instalada, oficialmente, em maio de 2012.

Por Eliene Andrade

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais