CUT repudia reajuste de 5,26% para servidores públicos

0

Professor Dudu: “Mesa de negociação não existe”
Diante do anúncio feito pelo governador de Sergipe, Marcelo Déda, no que se refere ao reajuste do funcionalismo público, correspondendo ao índice inflacional de 2009, com um  valor 5,26%, o presidente da CUT-SE, Rubens Marques, manifesta o seu repúdio sobre o percentual de aumento, bem como a forma como o governo conduziu esse processo.

“Desde o ano passado, a mesa de negociação entre o governo e os servidores públicos não existe, tentamos por várias vezes a retomada do diálogo com o governo, inclusive, em audiência com Jorge Alberto, secretario de administração, cobramos a retomada da mesa de negociação,  mas na contramão da tradição petista, o governo Déda fechou o diálogo, e simplesmente escanteou todas as reivindicações da classe trabalhadora” afirma Marques.

Para o Presidente da Central Única dos Trabalhadores de Sergipe, a mesa de negociação já não tem mais nenhuma atribuição, diante da imposição do governador referente ao reajusto para os servidores públicos.

“ Qual será o trabalho implementado por Chico Buchinho na mesa de negociação? A situação está dada! Agora estaremos mais atentos  as informações que reivindicamos, por parte do governo, sobre a quantidade de Cargos Comissionados entranhados na estrutura do estado. Já protocolamos a representação no Ministério Público Estadual, só estamos á espera do resultado. A CUT-SE estará sempre em defesa  do serviço público e dos servidores!” defende Rubens Marques.

Fonte: Agência Voz

Comentários