Defesa de George Magalhães vê inconsistência em inquérito policial

0
George Magalhães continua preso (Foto: arquivo pessoal/Facebook)

O advogado Evânio Moura, que atua na defesa do radialista George Magalhães, vê inconsistência no resultado da investigação policial, que culminou com o indiciamento do radialista por suposto crime de estupro e corrupção de testemunha. Na ótica do advogado, a autoridade policial partiu da presunção de que “tudo que foi dito pela suposta vítima é verdade”.

Evânio Moura não fala detalhes da estratégia da defesa e garante que as inconsistências encontradas no inquérito serão todas descritas no processo judicial. O acusado ainda não foi citado pelo Poder Judiciário.

Prisão

O radialista George Magalhães permanece preso. A expedição do mandado de prisão preventiva é decorrente do pedido formalizado durante a investigação pela equipe do Departamento de Atendimento a Grupos Vulneráveis (DAGV). Além do crime de estupro, também pesa contra o radialista a acusação de corrupção de testemunha, crime que teria tido participação também do produtor Antero Alves, segundo a polícia civil.

Por Cassia Santana

Comentários