Delegado acredita em mais envolvidos na morte do policial Claydson

0
Policial Claydson Cássio, de 30 anos (Foto: reprodução/ Facebook Informações Policiais)

As circunstâncias da troca de tiros que vitimou o policial militar Claydson Cássio Domingos da Silva, de 30 anos, na noite da última terça-feira, 3, estão sendo investigadas pelo Centro de Operações Policiais Especiais (Cope). Até o momento, o delegado Dernival Eloi não descarta a possibilidade de outros suspeitos estarem envolvidos no caso.

Segundo o delegado, após o latrocínio do sargento Borges foi intensificado naquela região [no Mosqueiro] diligência policial. Dessa maneira, ainda segundo o delegado Eloi, os policiais foram percebidos e se iniciou o confronto que acabou vitimando o policial militar Claydson Cássio.

Por enquanto o Cope está na fase inicial de coleta de provas, ouvindo os policiais que estavam no confronto e procurando testemunhas que presenciaram a ação. “Até o momento ainda está muito recente a investigação”, afirma. Mas o delegado Eloi diz não descartar a hipótese de outros suspeitos. “O Alysson Andrade Santos [que baleou o policial e também morreu no confronto], de 22 anos, é condenado por tráfico de drogas pela comarca de Estância e atuava roubando e furtando chácaras naquela região onde se deu a ação”, destaca.

Ainda de acordo com o delegado Eloi, um rapaz deu entrada do Hospital de Urgência de Sergipe (Huse) vítima de arma de fogo no mesmo dia em que se deu o confronto que vitimou o policial Claydson. Para ele, pode ser um indício de que ele esteja envolvido na troca de tiros. “É isso que estamos checando. Se esse indivíduo que foi baleado também estava participando da ação e se há outras pessoas envolvidas”, avalia. Eloi espera ter mais pistas a partir dos laudos periciais e denúncias de populares.

Qualquer informação que leve a polícia a mais suspeitos podem ser feitas pelo Disque Denúncia, 181. O sigilo é garantido.

por João Paulo Schneider e Yago de Andrade

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais