Delegados aguardam posição do governo

0
"Os delegados estão sem aumento há cinco anos", Kássio Viana (Foto: Portal Infonet)

Há quase uma semana os delegados de polícia de Sergipe estão mobilizados para reivindicar melhorias para a categoria. O presidente da Associação e Sindicato dos Delegados (Adepol), Kássio Viana, ressalta que os delegados estão há cinco anos sem aumento salarial e que falta estrutura nas delegacias, principalmente no interior.

Viana ressalta ainda que durante a mobilização e enquanto não tiverem uma resposta do governo permanecerão mobilizados. “Não vamos fazer nada além do que é da nossa obrigação. Mantendo o plantão em algumas delegacias do interior, na delegacia de homicídios e em São Cristovão”, Kássio diz ainda que neste período os delegados não vão acumular função em duas delegacias.

“Os delegados têm carga horária de 40h, e trabalham em dois turnos, enquanto os outros servidores são de 30h. Queremos melhorias nas condições de trabalho e concurso público para agentes e delegados porque o número é insuficiente”, fala o presidente da Adepol, que afirma que há dois anos apresentou um projeto de reestruturação ao então secretário da Secretaria da Segurança Pública (SSP), Késsio Pinto.

“Neste projeto colocamos a necessidade de Delegacias Plantonistas fixas no Interior do Estado e de Delegacias de Grupos Vulneráveis. Pedimos com base em estudo concurso para 400 policiais civis e 36 delegados, mas este número hoje é bem maior”, lembra.

Por Kátia Susanna       

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais