Deso tem 20 dias úteis para resolver abastecimento de água no Lamarão

0
Moradores estiveram na audiência cobrando solução da Deso (Foto: Portal Infonet)

A Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso) terá um prazo de 20 dias úteis para regularizar o abastecimento de água no bairro Lamarão. O acordo foi fechado na manhã desta quinta-feira, 20, em audiência pública na sede do Ministério Público Estadual (MPE), com a presença de representantes da Deso, moradoras afetadas e a promotora de justiça Euza Missano.

O procedimento foi conduzido pela Promotoria de Justiça de Defesa dos Direitos do Consumidor, que teve conhecimento do problema através da ouvidora do MPE. Na denúncia, as moradoras alegaram que o abastecimento na região é irregular há alguns anos, e a situação se agravou entre os meses de dezembro de 2019 e janeiro de 2020, quando segundo elas, o bairro ficou 19 dias sem abastecimento de água. “Eu tive que comprar vários baldes para armazenar a água que chegava nos caminhões, mas não era suficiente para todos da rua”, afirma a aposentada Clarice Vieira.

A dona de casa Maria José disse que na casa dela a água tem chegado, mas só durante a noite. “Se precisar de água pelo dia, não tem. Ou, quando chega, é fraquinha. Só a noite para encher a caixa mesmo”, frisa a idosa. “É um problema que se arrasta há anos. A Deso confirmou que há problemas na área, mas se comprometeu dentro desse prazo de 20 dias solucionar o problema”, explicou a promotora de justiça, Euza Missano.

No Termo de Audiência, os representantes da Deso confirmaram que haverá instalação de 500 metros de rede (anel de reforço) nos próximos dias, para solucionar o problema. Caso o prazo não seja cumprido, o MPE pode judicializar a questão.

Por Ícaro Novaes

Comentários