DHPP começa a ouvir testemunhas de assassinato

0
DHPP começa a investigar assassinato (Foto: Arquivo Portal Infonet)

A polícia civil já instaurou o inquérito policial para investigar o assassinato de Marli de Jesus Santos, 40, morta a tiros dentro de uma residência na quinta-feira, 23. A vítima foi socorrida, mas morreu no Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), no mesmo dia em que o crime foi cometido.

De posse do relatório do Huse, a 2ª Divisão de Homicídios e de Proteção à Pessoa da Secretaria de Estado da Segurança Pública (DHPP) iniciou os primeiros procedimentos, mas a oitiva de testemunhas e de parentes da vítima ainda não ocorreu. A perspectiva é que os depoimentos comecem a ser colhidos ainda esta semana, segundo informações do cartório da 2ª Divisão de Homicídios.

De acordo com os primeiros levantamentos realizados pela equipe da Polícia Militar que atendeu à ocorrência na quinta-feira, 23, a casa onde Marli de Jesus se encontrava teria sido invadida por dois homens, que teriam chegado ao imóvel ocupando uma motocicleta. Eles teriam disparado vários tiros, que atingiram o abdome da vítima. Os motivos do crime ainda não foram identificados.

Por Cássia Santana

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais