Diretor do Detran anuncia ações e garante transparência

0
Edgard Motta: "O normal já é o rigor. A CNH é uma conquista como um diploma" (Fotos: Portal Infonet)

“Quando eu chego em um órgão chego com o princípio de atuar dali pra frente e não como um retrovisor. Claro que estou fazendo um diagnóstico pra ver como funciona e dali pra frente procurar, se tem normativo vamos segui, se não tem vamos criar um prosseguimento de ação”. A afirmação foi feita na manhã desta terça-feira, 3, pelo novo diretor-presidente do Departamento Estadual de Trânsito (Detran/SE), Edgard Motta, durante coletiva de imprensa ao ser indagado sobre o derrame de Carteira Nacional de Habilitação (CNH), investigado pela Polícia Federal. Na ocasião, ele garantiu ações transparentes.

Reafirmando o que informou à imprensa no dia em que agentes da Polícia Federal ‘reviraram’ a sede do Detran em busca de documentos e arquivos de computadores na gestão Bosco Costa, Edgard Motta destacou:

Gestor faz uma apresentação sobre os serviços e medidas implementadas

“Sobre o detalhe de investigação nós não podemos fazer nenhuma manifestação porque estamos impedidos e quem vai tratar disso é quem vai fazer a investigação. Estamos tratando das ações em busca dos pontos fundamentais que são a qualidade na prestação de serviços e a diminuição da demanda visando reduzir essa angústia em busca de um atendimento melhor”.

Quanto à cobrança de rigor na emissão das CNHs em Sergipe, o diretor do Departamento de Trânsito de Sergipe enfatizou que o normal já é o rigor.  “Isso porque essa carteira é um diploma, uma conquista que o cidadão tem, não é um documento banal. O usuário tem que buscar a CNH como um documento sério igual ao CPF, à Carteira de Trabalho, uma Carteira de Estudante e o Cartão do Vale Transporte”, alerta.

Medidas

Emissão de habilitações cresce mensalmente

Antes da coletiva, Edgard Motta fez uma explanação sobre as medidas que estão sendo implementadas na autarquia e as que pretende colocar em prática, além de apresentar a estrutura administrativa através de números [cerca de 340 mil atendimentos ao mês].

“Chegamos a atender nas unidades de Aracaju, cerca de 2.100 pessoas por dia, número bastante elevado e para que possamos prestar bons serviços aos usuários, temos que buscar novas ferramentas e ações. O desejo de melhoria vai sempre existir e contamos com redes credenciadas para dar suporte de controle dentro do planejamento. Estamos tratando das ações em busca dos pontos fundamentais que são a qualidade na prestação de serviços e a diminuição da demanda visando reduzir essa angústia em busca de um atendimento melhor”, garante.

Coletiva na Sala de Exames Teóricos

Entre as medidas anunciadas na coletiva estão: a implantação de pagamento do licenciamento anual parcelado, de forma on-line por meio de parceria com o Banese Card; aumentar o número de leilões de veículos para liberar espaço no galpão em que os carros apreendidos ficam custodiados e melhoria nas unidades de atendimento, a exemplo de reformas nas instalações.

Complexidade

Sobre o funcionamento do Detran, Edgard Motta informou ser um órgão de uma complexidade grande.“É uma autarquia que a gente sabe que tem que se dar ao respeito para manter a qualidade dos serviços prestados à sociedade, por isso estamos desenvolvendo ações voltadas para a melhoria da qualidade e chegar num ponto da eficácia que não pode ser nem oito e nem oitenta. Nós não vamos promover ações que não sejam de equilíbrio, de transparência”, diz.

Para se ter uma ideia, já foram feitos em 2015, 339.808 atendimentos em 2015, sendo 65.204 presenciais, num aumento de 10%. A frota de veículos em Sergipe cresceu em torno de 8%, sendo de 651.094. Em janeiro de 2015, 2.576 primeiras habilitações foram emitidas. Em janeiro de 2014, eram 406.211 condutores habilitados e em janeiro deste ano, já são 441.159.

Por Aldaci de Souza

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais