Dois corpos são encontrados dentro do rio Poxim

0

O pescador Rivelino Matos (Fotos: Portal Infonet)
Dois corpos foram encontrados no final da manhã desta sexta-feira, 25, dentro do rio Poxim. O primeiro no bairro São Conrrado, localizado na zona sul da capital, o segundo próximo a estação da Deso, nas imediações do município de São Cristóvão.

Equipes do Corpo de Bombeiros foram acionados através do Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp)para resgatar os corpos. Familiares de dois desaparecisos e alguns populares curiosos acompanharam o trabalho dos mergulhadores do grupamento marítimo, que utilizaram botes para entrar no rio. 

Maria Ana Clícia, conta que o marido identificado como Rivelino

Maria Ana, esposa de Rivelino
Matos dos Santos, está desaparecido desde a última segunda-feira, 21. De acordo com Maria, o esposo é pescador e desde o sumiço, a procura tem sido uma rotina na vida da dona de casa.

“Estou aguardando o bombeiro retirar o corpo do rio para confirmar se é ele mesmo, todos os dias tenho ido ao IML, mas até o momento não sei o que pode ter acontecido. Hoje [25] soube que tinham achado dois corpo se vim para cá para saber se realmente é o dele”, relata. 

O drama de outra família também é semelhante ao da dona de casa. Desde a última segunda-feira, 21, que um homem identificado como José Augusto de Jesus Santos, morador do bairro do São Conrado, não retornou

Márcia Maria, irmã de José Augusto

 

para casa. O desaparecimento de José Augusto é motivo de preocupação para a família que ao ficar sabendo da existência de um corpo no local correu para acompanhar o resgate.

A irmã de José Augusto, Márcia Maria dos Santos, conta que um amigo da família chegou a descer até o local onde o corpo se encontra para tentar fazer o reconhecimento e afirmou que se trata de Augusto. “Estamos esperando que o Corpo de Bombeiros retire o corpo do local para a gente fazer o reconhecimento”, diz.

Apreensivas, as famílias dos desaparecidos aguardam a retirada dos corpos. Uma equipe da Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) está no local onde fará um levantamento através de imagens para verificar se os corpos encontrados apresentam sinais de violência. A causa morte e a identificação dos mesmos serão divulgadas após a realização de exames no Instituto Médico Legal.

Por Alcione Martins 

Comentários