Dois militares são alvejados em menos de 12 horas em Sergipe

0

O cabo foi alvejado com pelo menos um tiro na cabeça (Fotos: Portal Infonet)
A ousadia e a violência contra militares assustam os sergipanos. Nas últimas 12 horas, dois policiais foram alvejados com vários tiros por bandidos fortemente armados. A primeira vítima foi registrada na noite da última terça-feira, 17, por volta das 23h no município de Brejo Grande, distante cerca de 137 Km da capital sergipana.

De acordo com informações do comandante da 2ª Companhia do 2º Batalhão da Polícia Militar, tenente Brito, o cabo Manoel da Silva, de 40 anos, estava de folga quando foi surpreendido por bandidos armados que estavam em uma moto e atiraram várias contra o veículo do militar. O tenente diz ainda que o militar estava acompanhado de um amigo, que não saiu ferido.

O cabo da PM foi alvejado com pelo menos 10 tiros enquanto reduzia a velocidade por conta de um quebra molas. Segundo a polícia pelo menos um dos tiros atingiu a cabeça do militar que chegou a ser levado para o Hospital de Neópolis, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu.

O comandante Brito a polícia está procurando os bandidos 
Para a polícia o crime pode ter relação com vingança, já que o militar era bastante atuante e costumava realizar várias prisões de envolvidos por tráfico de drogas. A equipe do Portal Infonet conversou com a viúva que preferiu não ser identificada por medida de segurança.

Bastante abalada à esposa disse que o sepultamento acontece às 16h desta quarta-feira, 18, em Brejo Grande. O caso está sendo investigado, mas até o momento nenhum dos suspeitos foi preso.

Cabo hospitalizado

Na manhã desta quinta-feira, 18, em plena luz do dia em uma via pública de grande movimento,

O militar Jailton continua hospitalizado
área considerada nobre da capital, o cabo e motorista do desembargador Luiz Mendonça, presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), foi alvejado com vários tiros.

Apesar da demora no atendimento, o militar Jailton Batista Pereira, que levou um tiro na cabeça permanece hospitalizado no Hospital de Urgências de Sergipe (Huse), onde recebe cuidados médicos e passa por exames. O caso que está sendo acompanhado pela equipe do Portal Infonet chocou os sergipanos que não encontram explicação para tamanha violência.

 

 

Por Kátia Susanna

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais