Dois sergipanos morreram na queda da torre de transmissão no Pará

0
Ao total, sete pessoas morreram, entre elas, estavam dois sergipanos (Foto: Ascom/CBMPA)

Dois sergipanos morreram em um desabamento que aconteceu no município de Pacajá, no estado do Pará, na última sexta-feira, 16. De acordo com o Corpo de Bombeiros do Pará, o acidente envolveu a queda de uma torre de transmissão de energia elétrica, que deixou cerca de sete vítimas fatais e 13 pessoas feridas.

De acordo com o Instituto Médico Legal do Pará (IML), até o momento foram registrados sete óbitos, dentre eles estão dois sergipanos identificados como Oziel da Silva Passos, de 27 anos, e Expedito Bezerra dos Santos Filho, de 23 anos.

O IML informou que as outras cinco vítimas pertencem à outras regiões: Luís Carlos Pereira (MA), Romário Santos (MA), Fagner Martins da Silva (MA), José Neponuceno Guimarães (PI) e Alex da Natividade Rodrigues que morreu a caminho do hospital.

O governador do Pará, Helder Barbalho (MDB), publicou uma nota nas redes sociais, lamentando o ocorrido. “Acabo de receber a informação de um acidente na obra da linha de transmissão da Transamazônica. Temos registros de óbitos e feridos. Minha solidariedade às vítimas e aos familiares. O Governo do Estado está dando toda assistência ao município de Pacajá, que fica próximo ao local do acidente. Corpo de Bombeiros e Polícia Militar atuam na área e as vítimas estão sendo encaminhados para o Hospital Regional da Transamazônica, em Altamira”.

Entenda o caso

O Corpo de Bombeiros do Pará informou que a queda da torre de transmissão de energia elétrica ocorreu entre os municípios de Anapu e Pacajá. A torre estava sendo construída em uma comunidade chamada Bom Jardim, por uma empresa particular terceirizada, sendo parte de um projeto que tem como objetivo levar energia elétrica da usina hidrelétrica de Belo Monte para o estado do Amapá. “As obras na torre ainda não estavam finalizadas e nem havia energia na estrutura no momento da tragédia, não ocasionando interrupção no fornecimento de energia da região”, informou o 2º Tenente BM Mateus do 8º GBM/Tucuruí.

Os bombeiros também destacaram que informações a respeito dos motivos que levaram ao colapso da estrutura, que ocasionou a tragédia, serão investigadas junto a empresa responsável e demais órgãos responsáveis.

Por Isabella Vieira e Aisla Vasconcelos

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais