Droga apreendida era misturada com cimento e ácido pelos criminosos

0
Panela, ao fundo, era utilizara para misturar a droga (Fotos: Reprodução/SSP)

Entre os tabletes de maconha, 8 kg, e crack, 1,5 kg, apreendidos pelo Departamento de Narcóticos nesta terça-feira, 19, uma peça em especial atrai a atenção. Uma panela com um resto de substância já solidificada, sinalizava que os criminosos responsáveis pela comercialização da droga, faziam espécies de misturas com o crack para render as porções. Acetona, cimento, cal e até ácido sulfúrico eram algumas das substâncias utilizadas na mistura.

Nelson já está sendo procurado pela polícia. Ele cumpre pena em regime aberto por tráfico

“Os criminosos utilizam esses métodos visando o lucro. Conseguem render as porções e, claro, arrecadar mais com essas drogas”, confirma o delegado André Baronto, responsável pela investigação. A droga foi apreendida em uma residência no bairro Olaria, na tarde desta terça-feira, 19. Segundo a polícia, Nelson Perelo de Deus Neto, de 20 anos, estava dentro da casa, mas fugiu com a chegada dos policiais. A imagem dele já foi divulgada e ele segue sendo procurado.

Na residência também foi apreendida uma pistola de uso restrito, furtada de um policial militar, em 2015, quatro carregadores e 70 munições. Balaclavas também indicam que os criminosos atuam com outros crimes, como roubos. A droga em questão, de acordo com o Denarc, alimentava pontos de comércio em toda capital. “Nós já temos algumas informações sobre as pessoas envolvidas nesse grupo e, posteriormente, vamos conseguir prendê-las”, frisou o delegado.

Por Ícaro Novaes

Comentários