Dupla assalta casa lotérica e faz reféns em Riachuelo

0

Assaltantes mantiveram funcionários reféns (Fotos: Portal Infonet)

Suspeito se entrega após negociação

Refém é libertada sem ferimentos e encaminhada ao Posto de Saúde

Suspeitos se identificaram como ex-presidiários naturais da Bahia

Nayana Batalha: Tensão no momento da negociação

Dois homens assaltaram uma casa lotérica e fizeram dois funcionários reféns sob a mira de armas de fogo na tarde desta quarta-feira, 15. O caso aconteceu no município de Riachuelo, e mobilizou agentes do Batalhão de Choque da Polícia Militar, da Rádio Patrulha e do Grupamento Especial Tático de Motos (Getam). Após negociação entre os assaltantes e a delegada do município, Nayana Batalha, os suspeitos se renderam e liberaram os reféns. Ninguém saiu ferido.

O proprietário da casa lotérica, que preferiu não se identificar, descreve a ação dos assaltantes. “Eles chegaram de moto. Um rendeu o segurança, e o outro foi direto para o caixa coletar o dinheiro. Eles atiraram dentro da casa lotérica, agiram com muita violência e fizeram os funcionários reféns. Enquanto isso, eu passei por trás, fechei as portas do escritório e chamei a polícia”, afirma.

Com a chegada da polícia ao local, os assaltantes saíram a pé do local, levando os reféns em direção à rodovia de acesso ao município de Laranjeiras. A polícia fechou o cerco no local, e iniciou as negociações. Nayana Batalha relata o diálogo com os suspeitos. “Foi um momento de muita atenção, por que a moça que foi feita refém estava muito abalada. Como exigência, eles pediram coletes a prova de balas e a presença de uma equipe de TV para se entregarem”, diz.

Segundo a delegada, os suspeitos estavam visivelmente alterados, sob efeito de entorpecentes. Enquanto dialogavam com a delegada e demais agentes, os assaltantes pediram que a polícia fosse razoável, levando em conta que nenhuma vítima havia sido machucada durante a ação. A negociação durou cerca de trinta minutos, e o dinheiro roubado foi entregue à polícia.

Após a rendição, em conversa preliminar com a polícia, os assaltantes se identificaram como Sérgio Fonseca de Amorim e Gleidson Brito de Oliveira. Ambos afirmaram ser naturais de Feira de Santana, na Bahia, e disseram ser ex-presidiários. As informações serão confirmadas pela polícia, e a investigação será conduzida pela delegada Nayana Batalha.

Os suspeitos foram transferidos para o Complexo de Operações Policiais Especiais (Cope), em Aracaju. Liberados, os reféns foram encaminhados a um posto de saúde em Riachuelo para receberem atendimento médico. Os nomes das vítimas, um homem e uma mulher, não foram divulgados até o momento.

Por Nayara Arêdes e Raquel Almeida

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais