“É fogo”, por Diógenes Brayner

0

O prefeito de Aracaju, Marcelo Déda (PT) testou ser aliado de um grupo de partidos que têm o ranço da direita e trabalha em busca de cargos. De qualquer forma o prefeito Marcelo Déda não foi hábil em pensar que agora ele conseguirá manter a sua equipe puro sangue. O presidente Lula da Silva (PT) se adaptou melhor a esse clima e está convivendo maravilhosamente com o que antes lhe parecia terrível. A esperança, agora, do pessoal do Partido Liberal, é que os cargos federais sejam preenchidos por integrantes da legenda. Os vereadores Antônio Samarone e Antônio Góes (PT) já avisaram que não vão mudar de opinião em relação à taxa de iluminação pública. O Ministério Público Estadual teve um trabalho e tanto ano passado. Foram emitidos 4.260 pareceres para o Tribunal de Justiça. Esse número de processos do Ministério Público foi considerado recorde em comparação a 2001, em que foram emitidos 3.579 pareceres. A partir de segunda-feira Aracaju passa a viver em clima total de Pré-Caju, que terá início na próxima quinta-feira e termina no domingo. Completamente reformado, a idéia da ASBT é dá um tom mais democrático ao corredor da folia, que antes era exclusivo poucos. O presidente da Assembléia Legislativa, Antônio Passos (PFL), tem trabalhado diariamente para a organização da Casa. Já o ex-presidente Bosco Costa, hoje deputado federal, está preocupado com a mudança para Brasília. Quer ter participação ativa nas decisões do partido. O deputado estadual Antônio dos Santos (PDT) entende que é preciso esperar pela reforma partidária, para saber quais os rumos que tomará a política brasileira. Antônio dos Santos diz que os partidos, tidos como pequenos, têm que ser unificados, para a formação de legendas fortes: “precisamos só de cinco ou seis partidos”, considerou. Por Diógenes Brayner brayner@infonet.com.br

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais