“Eleição na Assembléia Legislativa sem mudança”, por José Araújo

0

A eleição para a escolha da Mesa Diretora da Assembléia Legislativa será realizada no dia 1º de fevereiro do próximo ano. A proposta de antecipação da eleição para o mês dezembro deste ano, feita pelo presidente Antônio Passos (PFL), não foi consensual. A maioria dos deputados entende que alterar o regimento interno a essa altura do campeonato seria o mesmo que alterar as regras do jogo durante a realização da partida.

Se a proposta de antecipação, feita pelo presidente Antônio Passos, fosse aprovada, lhe asseguraria a reeleição também por antecipação. Já a recusa da idéia de antecipação da eleição expôs uma outra faceta. Dentre os 24 parlamentares muitos estão de olho no cargo de Antônio Passos. Dentre os pretendentes estão o atual líder do governo, deputado Venâncio Fonseca (PP) e o atual primeiro secretário da Mesa Diretora, deputado Marcos Franco (PMDB) e o líder do PDT, Garibaldi Mendonça.

O regimento interno da Assembléia já prevê a reeleição dos integrantes da Mesa Diretora, mais para que o processo fosse antecipado de fevereiro do próximo ano para dezembro deste ano, seria necessária a apresentação de Projeto de Resolução alterando o regimento. Nesta hipótese, o único ganhador seria Antônio Passos.

 

Diante dessa realidade, a maioria dos deputados optou por seguir a orientação do líder do governo, Venâncio Fonseca, que se opôs a antecipação de olho na disputa. Se a eleição for este ano ele e os demais candidatos não terão tempo suficiente para articular sua candidaturas, observou um deputado do bloco do governo.

 

* José Araújo é jornalista e foi diretor de Jornalismo do Jornal da Cidade e Correio de Sergipe

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais