Empresa clandestina pertence a policial militar

0

A documentação comprova que a empresa pertence a Eliezer Silva

Moradores do condomínio Moradas do Mediterrâneo, localizado na zona sul da capital, foram surpreendidos nesta quarta-feira, 7, com a apreensão de todo equipamento de uma empresa que atuava clandestinamente como provedor de internet. Segundo o síndico, Ailton Coelho, a central clandestina pertence ao tenente-coronel da Policia Militar, Eliezer Silva Santana, e a sua esposa Andréia Menezes Santana.

“Essa empresa estava atuando no condomínio desde 2007. Eliezer chegou a apresentar uma documentação dizendo que tinha autorização da Anatel para instalar a central e vender os serviços para todos os condôminos. Infelizmente fomos surpreendidos com a apreensão da Polícia Federal”, disse Ailton 

O síndico, Ailton Coelho, disse que a empresa funcionava desde 2007
Coelho que ressaltou que a empresa cobrava cerca de R$50 por cada morador.

“As pessoas foram atraídas pelo baixo valor do serviço, cerca de R$50 e ficaram no prejuízo, pois o serviço foi cortado. Hoje, ninguém consegue ficar sem internet”, falou o síndico.

Ainda segundo o síndico, em outubro de 2007 a ANATEL chegou a expedir uma notificação contra o tenente-coronel, alegando falta de documentação da empresa.

Foram apreendidos roteadores, modens, computadores e cabos. O proprietário da empresa de Internet responderá pelos crimes de desenvolver clandestinamente atividades de telecomunicação (rádio pirata), por uso de documento falso e por violação de lacre. O Inquérito Policial segue em segredo de Justiça.

Por Kátia Susanna

Comentários