Emsurb pede ampliação do prazo para retirar comerciantes do Quirino

0
Espaço de comercialização já havia sido alvo de fiscalização da Emsurb anteriormente. (Foto: Ascom Emsurb)

A situação dos vendedores que comercializam produtos na Avenida Quirino no bairro Inácio Barbosa, segue indefinida. O prazo para que os comerciantes deixassem o local se encerrou no mês passado, no entanto, devido a pandemia do coronavírus, a desocupação do local não ocorreu.

Para evitar aglomeração em decorrência da pandemia, a Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb) encaminhou um pedido de ampliação do prazo em mais 90 dias para a retirada dos comerciantes do local. A solicitação foi feita através de ofício encaminhada ao promotor Eduardo Matos da Promotoria de Justiça Especializada do Meio Ambiente, Urbanismo, Patrimônio Histórico e Cultural da Comarca de Aracaju.

De acordo com o presidente da Emsurb, Luiz Roberto Dantas, a comercialização no local está irregular. “A ocupação é irregular, pois está em um canteiro as margens de um trilho de trem. São 11 comerciantes que estão irregular, vendendo churrasquinho, bar e lanchonete. Houve uma reclamação de moradores da área e nisso foi aberto um procedimento no MP. Por conta da pandemia não podemos fazer aglomeração e pedimos a ampliação do prazo e estamos aguardando o deferimento do MP”, conta.

Ainda segundo Luiz Roberto, por enquanto, o local está sem movimento de venda de produtos devido ao decreto municipal que impede a comercialização de serviços não essenciais.

por Aisla Vasconcelos

Comentários