Equipamento para diagnóstico de tremores é aprimorado em Canhoba

0
Tremor ocorreu na divisa entre Sergipe e Alagoas (Foto: LabSis/UFRN)

Alvo constante de tremores de terra nas últimas semanas, o município de Canhoba e região vão ganhar uma atenção especial do Laboratório Sismológico da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Nas últimas 24h eles instalaram uma espécie de link no equipamento que já existe para identificar tremores de terra, podendo assim acompanhar em tempo real as atividades desse teor que acontecem na região.

De acordo com o professor Eduardo Menezes, antes o equipamento apenas armazenava informações. “Esse equipamento já está na região há 3 ou 4 anos. O que nós fizemos agora foi colocar um link para poder acompanhar daqui (do Rio Grande do Norte) com mais precisão e rapidez as atividades sísmicas na região, sobretudo essas recentes que vem ocorrendo na região, entre Canhoba e Amparo de São Francisco. Antes o equipamento armazenava as informações”, explica.

Desde a semana passada que os tremores de terra estão ocorrendo em Sergipe. Entre a noite do domingo, 30 de agosto, e segunda-feira, 31, foram oito tremores em Canhoba.

Já no dia 1º, novos tremores foram sentidos em Canhoba e Amparo do São Francisco. Na quarta-feira, 3, também houve tremor em Canhoba. Em ambos os casos, os fenômenos foram sentidos também no município alagoano de São Brás.

Por Ícaro Novaes

Comentários