Estacionar na Barão de Maruim pode gerar multa de R$ 85

0

A partir desta segunda-feira, 2, está proibido estacionar em toda a extensão da avenida Barão de Maruim. Durante esta semana os agentes de trânsitos estarão apenas orientando os motoristas, mas a partir da próxima segunda, 9, quem desrespeitar a determinação será punido com multa no valor de R$ 85, perderá quatro pontos na carteira e poderá ter o carro rebocado.

Na manhã de hoje, 2, havia um agente de trânsito em cada quarteirão da avenida, uma das mais movimentadas da capital sergipana onde circulam um ônibus por minuto. Além disso, o Superintendente da SMTT, Antônio Samarone, e o coordenador de trânsito, Major Paiva, estiveram no local para observar o fluxo e o cumprimento da medida. Para Samarone, por conta da tranqüilidade no trânsito do local esta manhã “parecia mais dia de feriado”.

Osmar Barreto: a iniciativa é boa
O Major Paiva informou que a maioria dos motoristas está cumprindo a determinação. “Apenas um ou outro desavisado ainda está estacionando”, acrescentou. Ele ressaltou que as pessoas acabam confundindo ‘estacionamento’ e ‘parada’, quando segundo ele não há diferença entre as duas ações. “Muito condutor liga o pisca – alerta, desce e argumenta que está só parado, e não estacionado. Mas,  qualquer intervalo de tempo superior ao estritamente necessário ao embarque e desembarque já está sujeito a multa”, explica. 

O comerciante Osmar Barreto, que possui um estabelecimento na avenida Barão de Maruim, apóia a iniciativa, mas faz uma ressalva. “Deveriam colocar placas indicando os horários para carga e descarga, como tem no centro. Se não houver sinalização fica complicado para nós comerciantes”, afirma. No entanto, para o coordenador de trânsito da capital não há propósito para tal medida. “A carga e descarga poderá ser feita numa via transversal”, explica.

Por Carla Sousa

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais