Estado autoriza criação de unidades de conservação

0

Marcelo Déda e Luciano Zica assinam convênios
O governador Marcelo Déda anunciou na manhã desta terça-feira, 19, no auditório do Hotel Quality, investimentos de R$ 1 milhão na criação, por decreto, das unidades de conservação Monumento Natural da Grota do Angico, em Canindé, e do Refúgio de Vida Silvestre da Mata do Junco, em Capela.

 

Durante a solenidade, que contou com a presença do secretário de Recursos Hídricos e Ambiente Urbano do Ministério do Meio Ambiente, Luciano Zica, também foram assinados quatro convênios com o Ministério do Meio Ambiente, Incra e MST, que totalizam recursos de aproximadamente R$ 700 mil.

 

Em dezembro de 2007 foram criadas as duas primeiras unidades de Proteção Integral do Estado. No Monumento Natural Grota do Angico, em Canindé do São Francisco e Poço Redondo, serão investidos R$ 539 mil. Já no Refúgio de Vida, serão investidos R$ 461 mil para preservar uma área de 894,76 hectares de mata atlântica e as nascentes do Riacho Lagartixo.

 

Assinaturas

 

Entre os quatro convênios assinados, o Programa Água Doce irá instalar duas unidades de dessanilização. O programa será executado em parceria entre o Governo Federal e a Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh) e irá investir R$ 400 mil. O Governo de Sergipe e a população ainda definirão quais serão os dois municípios que vão abrigar as duas unidades.

 

A assinatura do Termo de Referência para Licenciamento da Reforma Agrária no Estado, uma parceria entre Governo Federal, Estadual, Incra e MST, pretende desburocratizar a reforma agrária. Ministério do Meio Ambiente e Governo do Estado também assinaram um convênio que vai investir R$ 277 mil para elaborar o Plano Estadual de Gestão Integrada dos Resíduos Sólidos Urbanos e Apoio à Constituição de Consórcios Públicos Regionais para Serviços Públicos de Manejos Sólidos.

 

Com informações da ASN

Comentários