Estudo aponta municípios mais vulneráveis aos efeitos da pandemia

0
Tabela mostra ranking de municípios mais vulneráveis por estado (Foto: Reprodução/Sudene)

Um estudo divulgado pela Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene), na última semana, lista os 10 municípios sergipanos mais vulneráveis a pandemia da Covid-19. O trabalho realizou um cruzamento de dados dos municípios que inclui grupo de risco, fragilidade social, acesso a equipamentos de saúde e proximidade a focos de contágios. No confronto de todos os resultados, Aracaju, Lagarto e Simão Dias aparecem no topo do ranking entre as cidades mais vulneráveis.

Além das três anteriores, Nossa Senhora do Socorro, Tobias Barreto, Itabaiana, Estância, Japoatã, Gracho Cardoso e Itabaianinha completam o ranking dos 10 municípios mais suscetíveis aos efeitos da pandemia. O estudo intitulado “Análise multicritério da vulnerabilidade a pandemia de COVID-19 na região Nordeste do Brasil” criou um ranking para cada um dos quatro fatores analisados. Ao final, esses resultados foram cruzados, com pesos diferentes para cada fator, chegando ao resultado final. O trabalho, conduzido por Robson Brandão, coordenador-geral de Estudos, Pesquisas, Tecnologia e Inovação da Sudene, em parceria com o engenheiro Rodolfo Benevenuto, PhD pela Trinity College Dublin, pretende auxiliar os governos de cada estado e município no combate a pandemia.

“Os municípios apontados como prioritários nessa dimensão de vulnerabilidade requerem não apenas políticas públicas de cunho social, mas também de políticas sanitárias que visem conter a velocidade de alastramento do novo coronavírus. As pesquisas revelam que a busca por atendimentos de alta complexidade por pessoas que moram em cidades do interior demandam viagens que levam, em média, 155 km, e a demanda por esses serviços de saúde nas capitais será crescente e com potencial de colapsar o sistema de saúde”, afirmam.

Embora nenhum dos seus municípios tenha ficado entre os 10 mais vulneráveis em todo o Nordeste, Sergipe, junto com Alagoas, Maranhão e Piauí, foram os únicos estados que tiveram as suas capitais no topo da liderança de vulnerabilidade entre todos os municípios.

Aracaju também lidera a quantidade de casos da Covid-19, no estado. São 1.237 casos confirmados e 13 óbitos. Na capital vigoram decretos que determinam o isolamento social e fechamento do comércio não essencial. Atualmente um hospital de campanha com previsão de 150 leitos está sendo construído, e órgãos municipais têm agido em conjunto para fiscalizar áreas com aglomerações e o devido cumprimento do decreto.

Por Ícaro Novaes
Com informações da Sudene

Comentários