Explosão na Fafen deixa dois feridos

0

Vazamento de gás causou a explosão (Fotos: Arquivo Infonet)
Na tarde de terça-feira, 28, a explosão de um vaso de pressão na área de produção de amônia da Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados (FAFEN), unidade da Petrobras localizada na cidade de Laranjeiras, deixou dois funcionários feridos.

De acordo com informações da assessoria de comunicação da Petrobras, o acidente aconteceu por volta das 14h55 por conta de um vazamento de gás de processo, seguido de incêndio. As informações ainda dão conta de que imediatamente a planta foi retirada de operação e o incêndio foi eliminado.

Durante a ocorrência, dois colaboradores acidentados, sendo um empregado Petrobras identificado como José Almir Lima, de 48 anos, e o outro, um prestador de serviço funcionário da empresa contratada Engemar, identificado como Felipe Vasconcelos. Eles foram socorridos e encaminhados a hospitais da capital.

Ainda segundo a assessoria a Petrobras está prestando a assistência necessária aos familiares das vítimas.

Toeta diz que Petrobras se nega passar informações ao sindicato
Sindipetro 

De acordo com o diretor do Sindipetro, Stoessel Chagas, conhecido como “Toeta”, o funcionário da Petrobras sofreu queimaduras graves. “Almir foi atingido pelo fogo e saiu pulando de equipamento para equipamento que ficam a dez metros de altura. Já em relação a o outro trabalhador, a informação é de que com a explosão ele ficou pendurado pelo cinto de segurança”, revela.

De acordo com Toeta, a Petrobras se nega a passar informações ao Sindipetro em relação a real situação das vítimas. “Eles não querem nos passar informações e ainda por cima mentem em relação ao real estado de saúde dos funcionários, porque a informação que nós temos foi passada por um médico da família de Almir. A situação dele é muito grave. O médico disse que temos que rezar muito porque existe uma preocupação muito grande em relação aos órgãos internos, em especial os rins. Já o funcionário da Engemar teve fratura no tornozelo, afundamento de vértebras, três costelas quebradas e simplesmente está na enfermaria do Hospital São Lucas”, relata o diretor.

Para o presidente do Sindicato os funcionários deveriam ser encaminhados para hospitais fora do Estado. “Porque eles não mandam essas vítimas para hospitais em São Paulo especializados nesse tipo de tratamento? “, questiona Toeta.

Huse

A assessoria de comunicação do Hospital de Urgência e Emergência de Sergipe (Huse) informou que é grave o estado de saúde do paciente José Almir Santana Santos, internado desde a tarde de terça-feira, 28. Ainda de acordo com a assessoria, o paciente foi submetido a procedimento cirúrgico por volta das 17h e, posteriormente, encaminhado à Unidade de Tratamento de Queimados (UTQ) onde permanece até o momento.

De acordo com as informações da assessoria, as queimaduras são de segundo e terceiro grau e atingiram a face, abdomen e membros superiores. Almir está sendo constantemente medicado e recebendo assistência psicológica.

Comentários